- Segunda-Feira 08 de Março de 2021
  acesse abaixo +
   Notícias +


Citrus: SP pedirá prorrogação de R$ 700 mi em dívidas a Mantega

06/08/2009

O governo de São Paulo prepara um pacote de medidas para socorrer a citricultura do Estado, que inclui o pedido de prorrogação de R$ 700 milhões em dívidas de custeio e investimentos junto ao Ministério da Fazenda e ainda uma linha de financiamento para que o produtor erradique pomares economicamente inviáveis e os substituam por outra cultura. São Paulo é a maior região produtora de laranja e maior exportadora de suco do mundo. O setor gera, no Estado, 400 mil empregos e exporta em torno de US$ 2 bilhões por ano.

O secretário da Agricultura João Sampaio, disse à Agência Estado que o pedido de prorrogação de dívidas de R$ 700 milhões, a ser encaminhado ao ministro Guido Mantega, inclui um passivo do setor acumulado desde 2002, pois ao longo desde período os preços recebidos na venda da fruta muitas vezes ficaram abaixo do custo de produção. A crise se agravou por causa do ataque severo das pragas nos pomares. "Vamos negociar uma prorrogação por um prazo longo para que o produtor tente se capitalizar", disse Sampaio. "Um ou dois anos de prorrogação não adiantam nada", completou.

O secretário revelou ter encaminhado ao conselho do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap) um pedido para a criação de nova linha de crédito para financiar produtores que possam erradicar os pomares, prioritariamente os que têm problemas com o greening, principal praga dos citros. Sampaio pedirá a liberação de até R$ 100 mil por citricultor interessado e disse esperar um aval do Feap já em setembro para iniciar o projeto em outubro. "A citricultura realmente é problemática e é importante dar o apoio ao produtor para que ele mude de cultura", explicou.

Os produtores chegaram a solicitar ao governo linhas de crédito para que pomares simplesmente fossem erradicados, sem que fosse condicionado o plantio de uma nova cultura, mas a hipótese foi afastada por Sampaio. "O citricultor precisará de uma renda, pois terá de honrar o financiamento", avaliou.

O secretário informou que irá agendar reuniões com produtores e representantes de prefeituras de regiões citrícolas para que sejam incentivados programas de inclusão do suco de laranja na merenda escolar desses municípios. "Com isso, o mercado interno é aquecido e o produtor se livra da dependência das poucas indústrias exportadoras de suco de laranja", concluiu.

 

 

 

Fonte: O Estado de S. Paulo



[+] Mais Destaques

<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2021

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 59
Total: 3.467.919
<