- Segunda-Feira 14 de Junho de 2021
  acesse abaixo +
   Notícias +


Cade: acordo prevê reversão de fusão entre Citrosuco e Citrovita

25/10/2010

Associtrus é aceita no processo como terceira parte interessada.

Brasília, 20 - As empresas de processamento e fornecimento de suco de laranja Citrosuco e Citrovita assinaram hoje com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) um Acordo de Preservação de Reversibilidade da Operação (Apro). O Apro prevê que a fusão entre as duas empresas, anunciada em 14 de maio e que criou a maior companhia mundial do setor, possa ser revertido caso o Cade não aprove a operação.

A Citrosuco é controlada pelo Grupo Fischer e a Citrovita, pelo Grupo Votorantim. Se aprovada a fusão, as duas companhias terão sete fábricas, oito terminais e cinco navios, além de pomares, no Brasil e no exterior e vão ocupar a liderança mundial na produção de suco de laranja.

A advogada da Citrovita, Gianni Nunes, disse que a proposta de firmar o Apro partiu das empresas. "A intenção é dar ao sistema a tranquilidade necessária para a análise técnica do caso", disse ela.

"Basicamente, as empresas vão manter as estruturas independentes, bem como a aquisição de frutas, até que a fusão seja julgada pelo conselho", resumiu.

Ao final da sessão de julgamentos do Cade desta quarta-feira (20), o conselheiro relator do caso Citrosuco/Citrovita, Carlos Ragazzo, disse também que aceitaria a participação da Associação Brasileira de Citricultores (Associtrus) no processo, como terceira parte.

O Acordo de Associação das duas empresas estabelece "a reorganização de sociedades dos respectivos grupos, visando à futura integração de suas atividades de produção, armazenagem, transporte, distribuição e comercialização de suco de laranja e seus subprodutos e derivados, bem como de plantio e cultivo de laranja e de logística relacionada a tais atividades". Ao final, cada grupo requerente deterá 50% do negócio.

Juntas, Citrosuco e Citrovita chegam ao mercado com um faturamento de R$ 2 bilhões. Com a união dos ativos, as duas empresas terão 25% do mercado mundial de suco de laranja e entre 40% e 45% de toda a laranja processada no País, deixando para trás a Cutrale, que até agora detinha a liderança, com cerca de 35% do total de frutas adquiridas pela indústria nacional.


(Célia Froufe)



[+] Mais Destaques

<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2021

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 114
Total: 3.480.438
<